Cidades beneficiadas serão: Campos de Júlio no próximo dia 9, no Buffet Betos, Campo Novo do Parecis (10), Lucas do Rio Verde (11),Sorriso (12), Sinop (13) , já em dezembro em Rondonópolis (1º), Primavera do Leste (2) e  Campo Verde (3)

O percevejo é considerado uma das pragas que mais prejudicam e atacam a cultura da soja, pois o dano é direto no grão afetando a qualidade, o vigor e alterando o balanço de proteínas e óleos de semente. Segundo o pesquisador da Embrapa Soja, Samuel Roggia, o prejuízo pode chegar de 10 a 20% na produção, caso não haja qualquer controle no campo.

 

Diante deste cenário, no próximo dia 9 , em Campos de Júlio, às 19h30, no Buffet Betos,  o programa Alerta Percevejo para os produtores rurais do País. Idealizado e desenvolvido pela FMC Agricultural Solutions, o programa tem o objetivo de levar conhecimento e informação sobre a prevenção e controle de surtos dos percevejos por meio de orientações técnicas e passará pelos principais estados brasileiros produtores de soja e milho, em eventos até janeiro de 2016. A campanha também contará com informações e dicas de manejo nas mídias sociais que podem ser visualizadas e compartilhadas na página da FMC no Facebook com a #AlertaPercevejo.

 

Os próximos estados serão  Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Tocantins, Maranhão e Bahia. O entomologista Mauro Tadeu Braga será o responsável por apresentar os temas das palestras, destinadas a produtores e consultores da FMC. “O palestrante convidado é conhecido nacionalmente no segmento de agronomia, no qual tem vasta experiência e por este motivo sua participação será de extrema importância”, ressaltou Adriano Roland, gerente de inseticidas da FMC.

 

Roland ressalta a importância dos eventos Alerta Percevejos promovidos pela FMC. “É uma maneira pela qual os participantes não somente ganham mais conhecimento sobre técnicas e produtos, como recebem informações sobre a situação atual da praga e dicas para o seu manejo”, explica o representante. “Investir em soluções de qualidade que levem produtividade e rentabilidade para o produtor é o nosso compromisso. Precisamos estar juntos ao produtor para entender sua necessidade específica e, assim, contribuir com seu sucesso”.

 

Técnicas de manejo e tecnologia

Cada fase de ataque do percevejo tem sua solução. Na soja, tudo começa na dessecação, onde a praga não causa dano, mas está presente no ambiente em plantas invasoras, que servem como hospedeiros secundários, além de outras culturas como o milho e feijão, presentes em quase todas as regiões produtoras de soja. “Nesta fase o objetivo principal é diminuir a população de adultos, em um momento que estão mais expostos. Desta forma, recomendamos a aplicação do inseticida Mustang, que possui um excelente efeito de choque, um rápido controle dos percevejos.

 

O percevejo inicia sua colonização no final do ciclo vegetativo da soja quando ainda não causa dano, mas temos visto uma população cada vez maior nesta fase. Neste momento, a principal praga normalmente é a lagarta, mas com o aumento da população de percevejos mais uma vez há a necessidade de diminuir a população de adultos. “O produtor vem buscando produzir cada vez mais e também otimizar os seus custos, mantendo os níveis populacionais de pragas abaixo do nível de dano econômico, protegendo o seu investimento. Por isso, soluções tecnológicas que tenham flexibilidade de uso e alta eficiência são vitais para o sucesso do manejo de pragas”, afirma o representante. Ele recomenda o uso do inseticida Hero, que além do ajudar no manejo de lagartas de difícil controle como a fala medideira, seu diferencial também é a sua alta eficácia no controle de percevejos nesta fase vegetativa, não desequilibra ácaros e é excelente de manusear, pela menor dose e formulação que facilita o armazenamento e o preparo da calda.

 

Por sua vez, no estado reprodutivo é o momento onde o dano é direto na produtividade e na qualidade do grão ou na semente, causando maiores prejuízos para a cultura da soja. É neste momento que o produtor precisa de um produto completo, que atue nas diversas fases da praga, com alta eficiência e que proporcione o maior período de controle possível. “Neste caso indicamos o inseticida Talisman, que é eficaz contra percevejos na suas mais diversas fases, um produto completo. Através da sua formulação diferenciada, tem excelente efeito de choque, maior permanência na folha e sistematicidade, proporcionando um controle diferenciado com um excelente residualÉ importante dizer que Talisman esta presente na Solução Combinada Soja e também na cultura do milho”